Notícias

06/11/2023 11:00
Bradesco
Atualização 06/11/2023 11:02
Sindicato rebate Bradesco: absurdo é lucrar bilhões e fechar postos de trabalho Bradesco

Sindicato rebate Bradesco: absurdo é lucrar bilhões e fechar postos de trabalho

O CEO do Bradesco e presidente do conselho diretor da Febraban, Octavio de Lazari, declarou, durante sua participação no Fórum BNDES de Direito e Desenvolvimento, que o banco é alvo de 42 mil processos trabalhistas, o que considera um "absurdo". Em outra declaração, Lazari diz que a reforma tributária deve simplificar o arcabouço fiscal para assegurar a atração de investimentos.

O Bradesco é o segundo maior banco privado do país. Em 2022, apresentou  lucro de R$ 20,732 bilhões. No primeiro semestre de 2023, o lucro já alcançou R$ 8,8 bilhões, e o que é importante mencionar: só não foi maior por conta das provisões relacionadas às fraudes nas demonstrações financeiras das Lojas Americanas. O Bradesco figurava no topo da lista dos principais credores.

O mesmo banco que lucra bilhões, precisa fechar 2.845 postos de trabalho e 139 agências bancárias nos últimos 12 meses?  O mesmo banco que apresenta uma postura ofensiva contra os trabalhadores, que são os verdadeiros responsáveis pela alta rentabilidade, foi omisso na apuração do risco de uma Grande Companhia. O real absurdo que o Banco não publiciza é como os trabalhadores foram afetados com diminuição nos seus rendimentos em favorecimentos de bilionários.

Para o fim dos processos trabalhistas, o banco precisa, em primeiro lugar, deixar de descumprir a legislação.

Precisamos fortalecer, cada vez mais, os sindicatos para fiscalizar as condições de trabalho e cobrar a correção dos descumprimentos. Além disso, o Brasil precisa de reindustrialização e políticas de promoção ao desenvolvimento social, econômico e ambiental.  Quando os banqueiros falam em atrair investimentos, pensam na bolsa, na especulação, nos rentistas que possuem uma postura predatória para a população e para o meio ambiente.

Neste sentido, os investimentos que precisamos é para melhorar a qualidade de vida das pessoas, e não somente para um grupo de privilegiados. Nossa luta é pela queda na taxa de juros, pela taxação de grandes fortunas e por uma reforma tributária que preze por justiça social. Os bancos precisam garantir contrapartida social, a partir desses lucros imensos, que aumentam cada vez mais a desigualdade entre milionários e miseráveis.

Fonte: SP Bancários

Compartilhe:

Controle sua privacidade

Nosso site usa cookies para melhorar a navegação. Clique em "Minhas opções" para gerenciar suas preferências de cookies.

Quem pode usar seus cookies?

×

Cookies necessários

São essenciais pois garantem o funcionamento correto do próprio sistema de gestão de cookies e de áreas de acesso restrito do site. Esse é o nível mais básico e não pode ser desativado.
Exemplos: acesso restrito a clientes e gestão de cookies.

Cookies para uma melhor experiência (2)

São utilizados para dimensionar o volume de acessos que temos, para que possamos avaliar o funcionamento do site e de sua navegação e para oferecer a você melhores produtos e serviços.
Exemplos: Google Tag Manager, Pixel do Facebook, Google Ads, Google Analytics.mais detalhes ›

Shareaholic

Google Analytics - Estatística Básica