Agende-se
Conferência Nacional dos Bancários

No próximo mês de agosto, nos dias 2, 3 e 4, na cidade de São Paulo, ocorrerá a Conferência Nacional dos Bancários.

Vídeos
Em defesa das empresas públicas

MP 881 permite trabalho bancário aos finais de semana

Comissão Mista do Congresso aprova relatório do deputado Jerônimo Goergen que autoriza jornadas aos sábados e feriados, inclusive da categoria bancária.

Relator Jerônimo Goergen (ao centro) criou "regime de contratação anticrise" que desrespeita CLT e acordos coletivos.

Foto: Roque de Sá/Agência Senado

Mais uma ameaça à jornada de trabalho da categoria bancária tramita no Congresso Nacional. Ao relatar a Medida Provisória 881, da liberdade econômica, o deputado federal do Partido Progressista, Jerônimo Goergen (RS), incluiu artigo que autoriza o trabalho aos domingos e feriados, sem necessidade de permissão prévia do poder público.

O relatório também revoga a lei 4.178/62, que veda a abertura de bancos e outros estabelecimentos de crédito aos finais de semana. Portanto, ameaça a jornada de trabalho dos bancários, que garante folga aos sábados.

A MP 881/2019 tramita em caráter de urgência e foi aprovada nesta quinta-feira 11 na Comissão Mista, formada por deputados e senadores. Agora ela será analisada pelo plenário da Câmara e, se aprovada, será votada pelo plenário do Senado.

A medida provisória perde a validade no dia 10 de setembro, caso não seja votada pelas duas Casas do Congresso até essa data.

Pressione os parlamentares contra a medida

O Sindicato dos Bancários de Blumenau e região é terminantemente contrário ao trabalho bancário aos sábados, e convoca a categoria a se manifestar contra a medida em enquete no site do Congresso Nacional. Até as 18h desta quinta-feira 11, os votos contra a medida eram maioria: 3.809 haviam votado em “Não apoio”, contra 1.402 votos de apoio.

O Sindicato também orienta que bancárias e bancários enviem e-mails aos deputados federais (veja os e-mails aqui) e aos senadores (contatos aqui).

Entenda

A MP 881 de autoria do governo federal institui a Declaração de Direitos de Liberdade Econômica, estabelece garantias de livre mercado, análise de impacto regulatório, e dá outras providências. Originalmente, a MP não previa alterações nas leis que ameaçassem a jornada de trabalho dos bancários. Foi o relatório de Jerônimo Goergen que fez isso, ao revogar a lei 4.178/62, que veda a abertura dos estabelecimentos de crédito aos finais de semana. 

Para o Sindicato, trata-se de uma nova reforma trabalhista que irá extinguir direitos e não resultará na criação de empregos.

Fonte: Redação Spbancarios | 11/07/2019
SEEB - Sindicato dos Empregados em Estabelecimentos Bancários de Blumenau e Região
Rua Coronel Vidal Ramos, nº 282 - CEP: 89010-330 - Centro - Blumenau
Fone: (47) 3326.3116 | Fax: (47) 3322.5036
Criação e desenvolvimento de sites