Agende-se
FALE COM SEU SINDICATO

Entre em contato com o Sindicato através do nosso WhatsApp (47) 99776-0330, ou e-mail: sindicato@bancariosblumenau.org.br.

Vídeos
Santander, respeite o Brasil!

SEEB BLUMENAU E REGIÃO PARTICIPA DE ATO CONTRA A REFORMA ADMINISTRATIVA

Entidades sindicais se reuniram hoje, 30 de setembro de 2020, na praça Jorge Lacerda, em Pomerode, para pedir ao Deputado Federal Gilson Marques um posicionamento a favor dos servidores públicos. 

Sim, o Brasil caminha para a calamidade do serviço público. Mas ao contrário do que você, leitor, possa pensar, é justamente essa a manobra sorrateira da agenda liberal do governo.

Enfraquecer o servidor, jogando o povo contra quem ele mais precisa. A categoria do servidor público foi encaixotada e etiquetada como “vagabundos”.  Uma prova real desse pensamento é o posicionamento do candidato a vereador Deoclides Correa, de Pomerode, que por coincidência tem seu comitê próximo aonde ocorreu o Ato Nacional de hoje.

Em seu Facebook, Correa faz questão de frisar que “Em um dia de semana e horário de trabalho, servidores de fora de Pomerode vem aqui protestar”. Corroborando e colocando o servidor na caixa de “vagabundos”. Porém, quem estava na manifestação eram dirigentes sindicais que representam esses servidores. Ao que consta, o nobre candidato esqueceu que em Pomerode reside também Gilson Marques, Deputado Federal que representa a nossa região no Congresso Nacional e tem o dever de olhar para a classe de servidores que estão tendo seus direitos deturpados e roubados. Esquece-se também que está concorrendo para um cargo público, e que se eleito, pode cair na mesma caixa dos servidores públicos “vagabundos”.

Gilson Marques, através do seu Instagram, também se manifestou de maneira contrária à manifestação: “Sindicatos de funcionários públicos de cidades vizinhas - durante o horário de trabalho! - vieram fazer manifestação em frente ao meu escritório para defender interesses deles mesmos”. Ou seja, Gilson ataca os dirigentes e menospreza a luta destes que estão ali sim, em horário de expediente, trabalhando e cumprindo seu papel na defesa dos interesses da classe trabalhadora e dos servidores públicos e não dos próprios interesses como insinua o Deputado, eleito com o voto do povo para defender o povo. Se faz valer ainda do bairrismo em sua fala, quando cita “cidades vizinhas”, sendo que o Deputado Federal representa a região e o estado de Santa Catarina no Congresso Nacional.

O ato teve também a participação de outros sindicatos, entre eles o SINDETRANSCOL, SINTRASEB, SINDIRECEITA E SINSPURS. Durante as falas, ficou visível a preocupação dos dirigentes sindicais em relação ao servidor público e ao trabalhador.

Edson Luiz Heemann, presidente do SEEB Blumenau e Região fez questão de lembrar que o serviço público é essencial na vida dos trabalhadores e que tirar a estabilidade do servidor compromete a segurança e eficiência do seu trabalho.

“A sociedade precisa entender que o objetivo maior dessa reforma administrativa é tirar a autonomia do servidor público e impedir que ele faça o seu trabalho com isenção. Quem garante se um fiscal da área da saúde, por exemplo, vai fiscalizar um estabelecimento e após uma autuação não será demitido, pois o estabelecimento tinha uma “proteção que não deveria ter”. Essa é uma das características do serviço público. Garantir ao servidor a estabilidade necessária para exercer a sua função sem medo de ser punido. Toda a sociedade é rodeada por servidores públicos. Se você se acidenta, quem vem ao teu socorro é o SAMU, que é serviço público. Quem dirige a ambulância é um servidor público. O médico que vai te atender no hospital que é público, é também um servidor público. Se precisar de um helicóptero para te levar em uma emergência é de novo o serviço público quem vai te atender. Não vai ser o privado quem vai te socorrer”, finaliza Edson.

Sergio Maurici Bernardo, Coordenador Geral do SINTRASEB, encerrou o ato com um pedido ao Deputado Federal Gilson Marques:

 

“Olhe para os nossos trabalhadores. Vote contra essa reforma e fique do lado da sociedade. Esse é o seu dever. Não faça como fez nas outras reformas, atacando os trabalhadores e punindo a sociedade.”, enfatiza Sergio. 

 

Edson Luiz Heemann, Presidente do SEEB Blumenau e Região durante fala no Ato Nacional.

 

Fonte: SEEB Blumenau e Região | 30/09/2020
SEEB - Sindicato dos Empregados em Estabelecimentos Bancários de Blumenau e Região
Rua Coronel Vidal Ramos, nº 282 - CEP: 89010-330 - Centro - Blumenau
Fone: (47) 3326.3116 | Whatsapp: (47) 99776-0330 | E-mail: sindicato@bancariosblumenau.org.br
Criação e desenvolvimento de sites