Agende-se
Sede Campestre FECHADA

Caros bancários, em razão da pandemia a sede permanecerá fechada por tempo indetermidado. Agradecemos a compreensão de todos. 

Vídeos
Demissão: prestes a se aposentar, Gilberto foi demitido pelo Bradesco

A hora do pesadelo: lucrando bilhões, Bradesco demite seus funcionários

Setembro marcou o início das mais de 2000 demissões no Bradesco Brasil afora. Em Blumenau e região, 28 funcionários do Bradesco perderam o sustento de suas famílias entre outubro e novembro.

 

O bancário está acordando num pesadelo. Faz o trabalho de três ou quatro colegas, tenta se livrar das metas abusivas que o persegue todos os dias. E, quando acha que conseguiu, leva o maior susto com o aviso da sua demissão. 

É um verdadeiro filme de terror. A pandemia serve de pano de fundo para o Bradesco colocar em prática suas metas de demissões e o fechamento de agências. Até o final do ano, o banco pretende fechar 1100 agências e postos de atendimento. O filme tem roteiro batido, o lucro é o protagonista, enquanto os trabalhadores são tratados como meros figurantes ou como "mato alto", como afirmou o presidente do banco no final de outubro. Já a bilheteria, vai muito bem, obrigado. Somente no 3º trimestre o Bradesco faturou R$ 5,031 bilhões e já ultrapassou os 12 bilhões somente em 2020.

Edson Heemann, presidente do sindicato, relembra que por todas estas razões o sindicato está novamente protestando em frente ao Bradesco da rua XV em Blumenau, com 28 cestas básicas que serão novamente doadas, cada uma representando um trabalhador, um pai ou mãe de família que perdeu seu sustento neste final de ano. "Foi vergonhosa a atitude do banco ao afirmar no início da pandemia que não faria demissões, e em pouco mais de 6 meses já ter demitido mais de 2 mil trabalhadores".

O dia a dia no banco não é nenhum conto de fadas, onde no final o príncipe encantado vence todas as adversidades. Entretanto, poderia ser uma grande aventura de superação, onde o banco enfrenta a pandemia e protege os seus trabalhadores no momento em que eles mais necessitam. Esse é o roteiro que gostaríamos de ver. 

 

Se fosse perguntada, a família Jetsons certamente não aprovaria que sua imagem fosse explorada por um Bradesco tão desumano com seus empregados!!

 

Fonte: SEEB Blumenau e Região | 19/11/2020
SEEB - Sindicato dos Empregados em Estabelecimentos Bancários de Blumenau e Região
Rua Coronel Vidal Ramos, nº 282 - CEP: 89010-330 - Centro - Blumenau
Fone: (47) 3326.3116 | Whatsapp: (47) 99776-0330 | E-mail: sindicato@bancariosblumenau.org.br
Criação e desenvolvimento de sites