Agende-se
PLENÁRIA ESTADUAL DOS FUNCIONÁRIOS DO BB

 QUINTA, 18 fev. 2021 às 19:00

Vídeos
Demissão: prestes a se aposentar, Gilberto foi demitido pelo Bradesco

COMO SERÁ A VIDA DOS MORADORES DA VILA ITOUPAVA SEM O BANCO DO BRASIL

Com a reestruturação, Banco do Brasil prejudica os moradores da Vila, que sem a agência precisarão se deslocar para outras praças em busca de atendimento.

 

A necessidade, o compromisso público e a competência definitivamente não caminham juntas quando se trata dos cuidados à população. Fechar a agência da Vila Itoupava é um desrespeito aos moradores da região. Aposentados, comerciantes e correntistas terão suas rotinas alteradas ao longo dos dias após o fechamento da agência.  


O Banco do Brasil, além da movimentação rotineira, é responsável pela democratização do crédito à população e aos empresários, principalmente na área rural, onde demanda 55% do investimento no país. O fechamento de agências em todo o Brasil é uma ameaça à economia das regiões afetadas. Locais como a Vila sofrerão impacto direto no comércio com a migração dos recursos e dos clientes para outras praças.


“Quando a população precisa recorrer a outras regiões para usar o banco, acaba deixando por lá também o seu capital, fazendo suas compras perto da agência onde fazem o saque”, comenta Edson Heemann, presidente do Sindicato dos Bancários de Blumenau e Região. 


O ato tem como objetivo chamar atenção da população e das autoridades que podem trabalhar junto ao sindicato para manter a agência aberta.


“É uma tarefa que necessita de todo apoio possível. Dos funcionários, da população, passando pela Intendência da Vila e chegando até os nossos vereadores, deputados estaduais e federais, que fazendo pressão política e mostrando a importância daquela agência para a comunidade, podem fazer o banco recuar da decisão de fechar a nossa agência”, completa Edson.


O governo Bolsonaro, alinhado às políticas liberais do ministro Paulo Guedes, ainda levará o país à bancarrota. Tudo muito bem articulado aos interesses internacionais que desejam a subserviência da Nação Brasileira. O país deixará de ser uma nação emergente para se tornar mais um país subserviente ao capital externo com mão-de-obra farta e barata.

 

“Infelizmente um choque de realidade é necessário. Fechar a agência por um período mostrará a população e ao comércio local o que de fato irá acontecer se não fizermos nada”, finaliza Edson.

 

 
 
 
 

 

Fonte: SEEB Blumenau e Região | 19/02/2021
SEEB - Sindicato dos Empregados em Estabelecimentos Bancários de Blumenau e Região
Rua Coronel Vidal Ramos, nº 282 - CEP: 89010-330 - Centro - Blumenau
Fone: (47) 3326.3116 | Whatsapp: (47) 99776-0330 | E-mail: sindicato@bancariosblumenau.org.br
Criação e desenvolvimento de sites