Agende-se
Campanha Salarial 2014

Dia 30/9 - Mantida a greve por tempo indeterminado em Blumenau e região, assim como em todo o País.

Vídeos
Atores globais contra a terceirização

Uma entidade livre, combativa e democrática

O ano era 1960. O mundo vivia um momento de efervescência cultural. Protestos da população negra dos Estados Unidos contra a discriminação racial espalhavam-se pelo Sul do país. No Brasil, o presidente Juscelino Kubitschek inaugurava a cidade de Brasília, então a nova capital do país. O Brasil estava perto de conhecer os horrores do golpe militar. Rebeldia e contestação marcavam comportamentos dos jovens que buscavam mudanças. Neste contexto surgia o Sindicato dos Empregados em Estabelecimentos Bancários de Blumenau e Região (Seeb). Fundada em 15 de setembro de 1960, a entidade se consolida pela defesa dos bancários ao longo dos 50 anos de atuação.


Rua XV de Novembro se consolida como palco principal das
manifestações dos trabalhadores ao longo dos anos

Através da mobilização coletiva, o sindicato fortalece a defesa dos trabalhadores. O apoio se confirma em lutas e movimentos sociais como o grito dos excluídos, o Movimento dos Atingidos pelo Desastre em Blumenau, manifestações que garantiram as suspensões do aumento da passagem do ônibus e da concessão do esgoto à iniciativa privada.


Ato contra a privatização do esgoto tem apoio dos bancários em 14 de agosto de 2009


O pioneirismo sempre foi uma característica dos trabalhadores que atuam em bancos em todo o país. Em 1933, bancários conquistaram a jornada de seis horas. Em 1992, pela primeira vez na história sindical do Brasil, uma categoria conseguiu um acordo único para todo país, o que fortaleceu a luta e permitiu a unificação do piso salarial. Em Blumenau, bancários saíram na frente como a primeira categoria a aderir a uma greve nacional na cidade após a ditadura, em 1985.


Passeata na Rua XV de Novembro em 1985 mobiliza bancários de Blumenau e Região

Em 1989, os bancários obtiveram o vale refeição. Na busca por uma remuneração mais digna, a Participação nos Lucros e Resultados (PLR) se tornou realidade em 1995. O ano de 2004 entrou para a história como o palco da primeira campanha nacional unificada entre funcionários de bancos públicos e privados.


Bancários se reúnem na escadaria da Igreja Matriz durante a campanha salarial de 1987


SEEB enfrenta policiais militares em greve do BESC na década de 1980

Todas as conquistas da categoria bancária ao longo da história resultaram de intensos processos de mobilização, organizados pelo movimento sindical bancário. Muitas vezes, bancários enfrentaram a intolerância e a truculência dos banqueiros, que não respeitaram o direito de livre manifestação dos trabalhadores. Os últimos anos têm sido marcados pelos enfrentamentos diante das fusões de bancos privados e reestruturações de bancos públicos. As lutas se fortaleceram contra o assédio moral, as doenças ocupacionais, excesso de metas e cobranças. As assembleias, reuniões em local de trabalho e greves também ganharam força. Os direitos adquiridos pelos bancários não foram concedidos por generosidade. Todos os benefícios são frutos de muitas lutas a partir da organização e da unidade da categoria bancária.


Greve dos empregados no BB em 2003 se estende por três dias

O Sindicato atua em 11 municípios da região, que compreendem a sua base territorial. São eles: Blumenau, Apiúna, Ascurra, Benedito Novo, Doutor Pedrinho, Gaspar, Indaial, Pomerode, Rio dos Cedros, Rodeio e Timbó. O Sindicato participa também ativamente do Fórum dos Trabalhadores de Blumenau, do qual fazem parte os sindicatos de luta com base em Blumenau e Região, e do Fórum dos Movimentos Sociais de Blumenau, formado por pessoas e por representantes de diversas organizações populares da cidade. Também é um dos principais apoiadores da Rádio Comunitária Fortaleza Adenilson Teles, por defender a liberdade de expressão e o pluralismo nos meios de comunicação.

Texto: Magali Moser
Fotos: Arquivo SEEB


SEEB - Sindicato dos Empregados em Estabelecimentos Bancários de Blumenau e Região
Rua Coronel Vidal Ramos, nº 282 - CEP: 89010-330 - Centro - Blumenau
Fone: (47) 3326.3116 | Fax: (47) 3322.5036